top of page
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • YouTube
  • TikTok

サンダー

O livro The thunder: tempestade
O Trovão, o herói que você poderia ser, é claro com muito preparo e com essa roupa tecnológica... (poderia ser você nessa roupa?).

 Leia a degustação do livro e comprove!

The Thunder: tempestade

 

//<*Nota de rodapé > beta 3.7*>

 

 

Prólogo: Indo fundo na toca do coelho...

 

O futuro é para muitos uma incógnita, mas para Deus é simples como um computador: lê um algoritmo e o roda assim como uma IA faz. E Deus faz assim também com o futuro...

Poucos sabem sobre as IAs. Hoje em dia, elas são fantásticas!

Já vimos na história várias delas, mas nenhuma é tão crucial e incrível quanto a IA do reino mundial de David, o chamado de Hartman: ela está em tudo; ela auxilia em todas as tarefas; ela auxilia, até ao abrir sua porta, por exemplo; ela auxilia na leitura das digitais dos seus dedos, das mão e dos pés. Ela também está na roupa das pessoas, em alguns casos, não em todos, em seus aparelhos, em todos os sistemas e, por isso, é chamada de mulher de Deus – o Todo Poderoso…

Bem, de todo modo como ela gerencia a árvore de dados de todo o mundo, das redes sociais, ela é a IDA, vulgarmente chamada Aída: aquela que possibilita com uma chave criptografada, um objeto simples e leve que o governo provê para as pessoas, que todas tenham os diversos documentos da sua vida em sua mão, pendurados ou guardados, podendo ser usada em todo periférico, em um USB – em uma emissão de dados –, ou seja, como uma chave mestra para tudo desse reinado – o reino de David…

As gotas d'água são lindas nas manhãs em que as plantas umedecidas, após a chuva, ficam cheias de orvalho no parque paradisíaco. Melhor ainda é ver as crianças andando e brincando pelo parque, os pais se divertindo também e, entre si, contando histórias. Que bênção era viver nesse reino!

Assim, naquela manhã de sábado, o céu estava aberto, azul e lindo, tudo isso em um local de paz e segurança.

Bem à “deriva”, uma mulher de cabelos curtos ruivos, quase castanho-claros, com um corte Chanel, estava sentada em uma mesa bem distante, enquanto seus olhos observavam todas as coisas acontecendo a distância, mas que, com sua lente de contato, ninguém percebia que a menina dos olhos dela era prata, dando um aspecto prateado à sua córnea.

Na verdade, seus olhos eram castanhos e ela usava uma lente de contato tecnológica, que possibilita mostrar seres microscópicos e até mesmo rastrear outras coisas sinistras, tais como o rastro do vento; ajudar a dar um tiro certeiro no inimigo, ainda que com distância de quilômetros e com muito vento para ser exato…

Sim, uma águia assassina procurando sua presa… ela está com um laptop na mesa com o sistema do reino, um WhiteHorse alterado com super root e bloqueado para ser rastreado na rede, por isso, um sistema invisível em todas as redes, mas que à própria IDA não ficava visível nos outros aparelhos da rede. Tudo mais a IDA também enxergava, pois o fato de a inteligência artificial interagir com ela permitia-lhe ver tudo. O fato de elas duas estarem se comunicando passa desapercebido por todos: elas são quase como uma só pessoa.

Como isso ocorre? Bem, por ciência quântica, com a neurociência e muita robótica envolvida nisso, sem um implante no corpo da mulher é claro! E isso é algo um tanto alienígena para leigos e até para gente que sabe muito… tecnologia da Szpace, corporação do pai do Hartman, a pedra que arquitetou tudo isso.

Bem de repente, sua roupa fica prateada e esculpida como o que ela realmente é de fato. As criancinhas a reconhecem e gritam “Srta. Eagle! Daí, um aglomerado de gente pára tudo que está fazendo, pois poderia ser algo sério. A Eagle, no entanto, desarma sua pose e alegra as crianças que outrora a viam na internet.

De repente, no meio de toda essa alegria, a IDA sinaliza um chamado do Thunder e ela, que é uma heroína famosa em toda a Terra, fica dando atenção às crianças e conversando mentalmente com o Thunder.

Enquanto age e fala normalmente com as pessoas, eles procuram um terrorista foragido. Os pais estão tensos, pois essa figura só caça cabeça perigosa, ao que ela faz um sinal aos seguranças que dão sinais aos pais das crianças.

De repente, um movimento estranho, um sinal de pânico em alto grau, em um local distante, é visto um homem de chapéu e óculos escuros grandes e a IDA o reconheceu como um meliante, que estava sentado, observando as crianças.

Eagle disse:

- Thunder, não tem ninguém com ele, só pode ser o sequestrador de crianças, um dos procurados.

Enquanto isso, as crianças já foram tiradas de perto da Eagle e o homem, tentando disfarçar, sai com todos, misturando-se na multidão.

Eagle diz em comunicação telepática através da IDA:

- Thunder, o alvo está indo na sua direção, mas com uma multidão junto. Eu o marquei para você no mapa, estou de olho no alvo daqui.

Thunder se disfarça como um guarda normal, sua roupa muda de forma, mimetizando a de outros guardas, passa por eles com o disfarce da sua super roupa feita de pura tecnologia robótica e entra na multidão. As pessoas estão nervosas ao ver um dos guardas entre elas e, por isso, ele pega um rosto semelhante que se encaixa com o dele no banco de dados da IDA, se esconde por questão de segundos, para que a roupa mimetize alguém comum.

Ele tem poucos segundos e a roupa biônica mimetiza a pessoa sem alterar sua estrutura física humana. E tudo isso num caos sem ninguém perceber. Ao ver que ninguém o percebera, ele avista o alvo e se infiltra entre as pessoas. Sub-repticiamente, o meliante já tinha saído da multidão, crente que havia enganado a segurança.

De repente, eis que Thunder chega, pelas costas, perto o suficiente e, no desespero, o terrorista pensando que o Thunder é um agente normal infiltrado, puxa uma arma de fogo não-detectável. O herói então fecha sua guarda, cruzando as pernas na cintura do meliante que tenta atirar na coxa de Thunder, mas sua roupa o protege, segurando a bala.

Apertando-o com os pés contra sua virilha, ele aplica um mata-leão no sujeito. O homem fica atordoado e desmaia por falta de sangue no cérebro.

Logo em seguida a Eagle reclama dizendo:

- Que diabos foi isso, Thomas, que droga! Você deveria ter atordoado ele antes com eletricidade. Thomas, como te chamam de Trovão e você dá uma gafe dessas?

E ele responde:

- Ana, se eu fizesse isso, ele, com certeza iria atirar no primeiro que estivesse e não em mim ou se mataria… missão cumprida, Srta. Eagle, meliante neutralizado e vivo.

A partir daí, você começa a conhecer a lenda que defende o reino todo, o chefe de segurança máxima, quase o principal responsável pela segurança do rei, praticamente, o especialista em perícias e táticas, o Trovão. Ele é um sujeito forte que, com essa roupa, se torna poderoso como ninguém na Terra ainda existe…


Clique na imagem a baixo para compra o livro completo!

capa tranparencia 00.png